25.11.12 Notícias

Prêmio Paranaense da Qualidade em Gestão

  • Selo PPrQG Troféu Ouro, ciclo 2012

No último dia 05 de Novembro o MPC (Movimento Paraná Competitivo) divulgou o resultado do Prêmio Paranaense da Qualidade em Gestão – PPrQG Ciclo 2012. É com grande satisfação que comunicamos que a Gestão Inteligente foi reconhecida como Troféu Ouro do Nível II - 500 pontos.

 

Agradecemos a todos nossos colaboradores e parceiros que estão conosco nesta trajetória e, especialmente, aos nossos clientes que são a grande razão da nossa constante busca pela excelência.

 

O PPrQG é um ciclo de premiação que visa reconhecer organizações adeptas das práticas de gestão estabelecidas pelo Modelo de Excelência da Gestão® - MEG da FNQ, estimulando a inovação, a produtividade e a qualidade dentro do ambiente de trabalho.

 

Para nós, da Gestão Inteligente, a participação no prêmio representa uma forma de avaliar e estimular a melhoria do modelo interno de Gestão, se comparar com as melhores referências do mercado e dar o exemplo na caminhada rumo à excelência.

 

Nós fazemos internamente aquilo que vendemos, pois acreditamos que dar o exemplo na aplicação genuína das melhores práticas de gestão é uma importante maneira de estimular nossos clientes a também seguirem a trajetória de excelência. Na Gestão Inteligente, em casa de ferreiro, espeto é de ferro.

 

A cerimônia de Reconhecimento do PPrQG Ciclo 2012 será no dia 11 de dezembro, às 18h30min no Auditório Mário de Mari, no CIETEP.





* Nome e e-mail são obrigatórios,
seu email não será divulgado..
 

29.08.12 Estratégia

A importância da análise do ambiente externo

  • Ambientes Externos

No processo de gestão de uma empresa, várias escolhas precisam ser feitas, e a organização eficaz depende de se encontrar o equilibro ou a compatibilidade entre o ambiente interno e o ambiente externo.

 

Sabemos que o sucesso empresarial vem principalmente da capacidade de evitar ou neutralizar as ameaças, identificar as oportunidades em ambientes turbulentos, escolher o negócio mais oportuno e suscetível ao êxito, um planejamento estratégico eficaz e um capital financeiro adequado para manter o negócio. Em pesquisa realizada pelo SEBRAE em 2007, os principais fatores de sucesso das empresas identificados são um bom conhecimento do mercado em que se atua e uma boa estratégia de vendas.

 

O mapeamento ou conhecimento do ambiente externo pode ser obtido por meio de práticas e utilização de ferramentas apropriadas, condução de diagnósticos investigativos e pesquisas em campo. Tais informações são ferramentas poderosas para uma organização, uma vez que por meio delas, pode-se ter o domínio dos diversos parâmetros que regem a sua dinâmica, permitindo a identificação de oportunidades e de ameaças. Nos sistemas organizacionais, a informação é reconhecida como o recurso mais importante para a tomada de decisões, sendo necessário haver uma malha de informações abrangendo diversos aspectos técnico-científicos, administrativos, mercadológicos, econômicos, legais, ambientais e políticos.

 

Para desenvolver padrões de comportamento estratégico estáveis na busca de um bom alinhamento com as condições ambientais, as empresas devem estudar o ambiente em que estão inseridas, para assim aproveitar as oportunidades identificadas, evitar as ameaças externas, potencializar os pontos fortes e diminuir ou eliminar os fracos.

 

Na sua organização, o ambiente externo é estudado e avaliado, buscando identificar oportunidades e ameaças, além da formulação das decisões estratégicas?

 

                                                                                                  Gabriel Trindade





* Nome e e-mail são obrigatórios,
seu email não será divulgado..
 

01.08.12 Produtividade

5S é a filosofia base para o aumento da produtividade

Em 2011, a produtividade (PIB por hora trabalhada) brasileira foi de US$11/hora. Como referência, o mesmo indicador no Japão foi de US$43/hora. Este país, menor que o estado de Minas Gerais, é referência em qualidade e produtividade, pois na década de 50 implantou em suas empresas uma filosofia básica que perdura até hoje, o 5S.

 

O 5S surgiu na era pós 2ª guerra mundial no Japão, visando melhorar as condições do ambiente de trabalho de forma que respeitasse o ser humano. Partindo dessa premissa, o país conseguiu aumentar a qualidade e a produtividade, superando assim a crise. Estava claro que a filosofia 5S é a base para as demais. O guru da qualidade, Kaoru Ishikawa, afirma que o 5S é essencial para a TQM (Total Quality Management). Taiichi Ohno, o criador do Sistema Toyota de Produção, traduziu a filosofia lean representando-a como uma casa – conhecida como Casa da Toyota. Nela percebe-se que o 5S é um dos alicerces que suportam a estrutura da gestão enxuta.

 

Analisando minuciosamente, observa-se que cada “S” dá suporte à gestão lean.

 

• O 1ºS – senso de utilização – trata da essência do JIT (Just in Time): ter a quantidade certa, no local certo e no momento adequado.

 

• O 2ºS – senso de ordenação – busca deixar tudo à vista, o que na filosofia lean é chamado de Gestão Visual.

 

• Fazendo a limpeza com inspeção, o 3ºS – senso de limpeza – contribui para a implantação da TPM (Total Productivity Maintanance).

 

• No 4ºS – senso de saúde e padronização – temos dois focos: (i) ambiente sem riscos de acidente, valorizando o ser humano que é o recurso mais importante da empresa; e (ii) processos padronizados, que juntamente com o nivelamento da produção geram a estabilidade da carga de trabalho (heijjunka).

 

• Por fim, porém não menos importante, o 5ºS – senso de disciplina – cria nas pessoas o sentimento de melhoria contínua (kaizen).

 

Esta é uma amostra de como o processo 5S prepara a empresa para uma gestão que visa aumento de produtividade.

 

Para subirmos algumas posições no ranking de produtividade mundial, o suporte dado pelo 5S não é suficiente... mas é necessário. Assim concluímos que a base para a melhoria contínua deve estar estruturada, ou melhor, bem estruturada e mantida.

 

A sua organização quer aumentar a produtividade e ser mais competitiva, mas enxerga o 5S desta forma?

 

Rogério Itiro Yamanishi





* Nome e e-mail são obrigatórios,
seu email não será divulgado..
 

24.07.12 Inovação

Ambientes Inovativos

  • Inovação

Já foi o tempo em que dividíamos espaço apenas com a empresa da esquina ou da cidade vizinha, cada vez mais temos que conviver com a concorrência mundial. Diante desse fato, inovação se torna o pilar de sustentação para que uma empresa se mantenha competitiva, o que nos deve representar um estímulo à criação de novas ideias. O grande desafio é fazer as pessoas lutarem contra a inércia e quererem sair do comodismo da situação atual dentro da empresa. Mas aí surge a dúvida: “Como criar um ambiente inovativo?”.

 

A expressão “ambiente inovativo” muitas vezes nos remete a pensar em um local que envolve tecnologia avançada ou exige um elevado investimento financeiro. O primeiro grande passo é perder essa falsa ideia. Um ambiente inovativo nada mais é do que um ambiente favorável à mudança, um local interativo capaz de gerar uma tensão positiva nas pessoas, estimulando assim a sua criatividade e a sua vontade de fazer sempre diferente e melhor.

 

Saber da importância da inovação é necessário, mas o ponto chave para qualquer empresa que queira inovar é criar um ambiente que incentive seus colaboradores a pensar diferente e fazer de forma diferente. Criar uma atmosfera envolvente que os inspire a desafiar o estado atual e conduzir a empresa à frente é o segredo do sucesso inovativo.

 

Boas ideias podem vir de qualquer pessoa, em qualquer lugar e a qualquer hora. Tal consciência deve estar sempre presente na mente dos líderes e gestores. Ninguém deve ser desprezado. Encorajar os colaboradores a colocar as ideias para fora é de extrema importância, para tanto não deve haver nenhum tipo de recriminação.

 

Em qualquer situação todos podem ajudar. O ideal é não restringir as sugestões, mesmo que para uma questão específica, a um pequeno grupo de pessoas, e sim abrir para que todos possam pensar e juntos encontrar a melhor saída. Quanto mais gente mobilizada por um objetivo comum melhor o resultado obtido, portanto é importante que o esforço para expandir a inovação se estenda por toda a empresa.

 

O colaborador que se sente parte integrante da empresa é incentivado a fazer mais por ela. Fazer do local de trabalho um ambiente colaborativo desperta no grupo um interesse em ajudar e une a todos por um objetivo comum. A proximidade dos líderes com os demais colaboradores faz com que estes se sintam escutados e queiram ter boas ideias. 

 

Reconhecimento gera interesse e motivação. Celebrar com os funcionários os frutos positivos do seu trabalho individual e da empresa como um todo desencadeia na equipe uma vontade interna de superação e melhoria.

 

Ideias originais podem gerar desde pequenos ganhos de eficiência até grandes mudanças estratégicas, mas indiferentemente da dimensão da mudança gerada, o fato é que qualquer inovação é profundamente significativa, e o reconhecimento desses fatos é o primeiro grande passo sentido à inovação.

 

Uma empresa inovadora cria um ambiente cada vez melhor para se trabalhar. E então, o que falta para que o seu local de trabalho se torne um ambiente inovativo?

 

                                                                                                                  Lívia Maia





* Nome e e-mail são obrigatórios,
seu email não será divulgado..
 

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10