• • Andon

    Técnica visual que significa sinal de luz para pedir ajuda. É um painel de controle iluminado que reflete o estado das operações em uma área determinada e avisa quando ocorrer algo anormal.

  • • Avaliação 180 graus

    É um modelo intermediário ao 360 graus. Com ele, não há avaliação dos subordinados, mas apenas dos pares, clientes e chefe

  • • BSC

    Balanced Scorecard - Painel Balanceado de Indicadores - é um modelo de gestão que auxilia as organizações a traduzir a estratégia em objetivos executáveis que direcionam comportamentos e performance.

  • • Comunidade de Prática

    Comunidades informais que se reúnem com o objetivo de desenvolver a prática para estimular o conhecimento e o aprendizado.

  • • Confiabilidade

    Probabilidade de um equipamento, componente ou sistema exercer a sua função sem falhas por um período de tempo predeterminado e sob condições de utilização e ambientais específicas.

  • • Disponibilidade

    Probabilidade de um equipamento, componente ou sistema estar em condição operacional no instante determinado.

  • • FIFO

    first in, first out” (primeiro a entrar primeiro a sair), constitui-se basicamente de um canal entre os processos, para estocagem, que pode armazenar somente uma quantidade limitada.

  • • Fluxo de Valor

    Conjunto de todas as ações (agregando valor ou não) necessárias para se levar o produto ao cliente.

  • • Follow-up

    Dar prosseguimento a uma discussão ou debate, retomando temas para atingir soluções. Também pode significar revisão das tarefas que foram geradas após uma reunião ou auditoria, quando os prazos para realização se esgotaram

  • • Genchi genbutsu

    Presenciar os fatos onde eles ocorrem.

  • • Hansei

    Aprendizagem através da reflexão incansável.

  • • Headcount

    Número de pessoas que trabalham em determinada equipe ou empresa

  • • Heijunka

    Nivelamento do planejamento de produção, consiste em planejar mix e volumes constantes ao longo do tempo.

  • • Jidoka

    Um dos pilares do Sistema Toyota de Produção, também conhecido como autonomação. Significa fazer com que qualquer anomalia de produção seja imediatamente evidenciada e parar de produzir quando os problemas forem detectado.

  • • Jishuken

    Pode ser traduzido do japonês como "workshop de aprendizado mão-na-massa", isto é, consiste na aprendizagem no ambiente de trabalho. O Jishuken é um workshop para promover atividades de melhoria na própria planta ou nos fornecedores. A abordagem de aplicação do  Jishuken é feita por intermédio de grupos de trabalho que devem observar em tempo real a atividade ou processo em estudo, para realizar as melhorias na maneira como se executa tal atividade.

  • • JIT - Just in time

    Um dos pilares do Sistema Toyota de Produção. Significa produzir somente o que é necessário, na quantidade necessária e quando for necessário.

  • • Kanban

    Ferramenta visual que consiste na utilização de cartões, para viabilizar a produção puxada ou controle de estoques.

  • • Lead Time

    Tempo que uma peça leva para mover-se ao longo de todo um processo ou fluxo de valor, desde o começo até o fim.

  • • Mantenabilidade

    Diz respeito à probabilidade de o equipamento ser recolocado em condições de operação dentro de um período de tempo especificado quando a manutenção é realizada conforme os procedimentos prescritos. É determinada pela facilidade com que as atividades de manutenção são executadas.

  • • Manutenção Corretiva

    Intervenção da manutenção realizada somente depois da ocorrência de uma falha, de modo a colocar um equipamento novamente em condições de executar uma função requerida.

  • • Manutenção Preditiva

    Manutenção que indica as condições reais de funcionamento da máquina por meio de monitoramento, medições ou controle estatístico. Seu objetivo é tentar predizer a proximidade da ocorrência da falha de forma a determinar o tempo correto da necessidade da intervenção mantenedora, evitando, assim, paradas desnecessárias e permitindo a utilização do componente até o máximo de sua vida útil.

  • • Manutenção Preventiva

    Manutenção realizado mediante paradas periódicas para as intervenções, tem por objetivo eliminar ou reduzir a probabilidade de falhas.

  • • Muda

    Nenhuma agregação de valor: Trata das atividades supérfluas que servem somente para aumentar o lead time. As sete categorias de perdas (muda) identificadas por Shigeo Shingo são: Superprodução, Espera, Qualidade, Processamento, Movimentação, Transporte e Estoque.

  • • Mura

    Desnivelamento: Em sistemas de produção às vezes há mais trabalho do que as pessoas ou máquinas podem realizar outras vezes há falta de trabalho. 

  • • Muri

    Sobrecarga de pessoas ou de equipamentos: Significa colocar uma máquina ou uma pessoa além de seus limites naturais. A sobrecarga das pessoas resulta em problemas de segurança e de qualidade, e de equipamentos em interrupções e defeitos.

  • • OEE

    Overall Equipment Efficiency (Índice de Eficiência Global) do equipamento Indicador que considera a disponibilidade, a velocidade e a qualidade e que reflete a maneira como o sistema funcionou quando ele foi requisitado para trabalhar.

  • • Outplacement

    Serviço oferecido e pago pela empresa, que consiste no aconselhamento, apoio, orientação e estímulo ao profissional demitido, preparando-o técnica e psicologicamente para se recolocar no mercado de trabalho, bem como para o planejamento de sua carreira

  • • Poka-yoke

    Dispositivo a prova de erros.

  • • SMED

    Single Minute Exchange of Die, é uma técnica desenvolvida por Shigeo Shingo para viabilizar a redução do tempo de troca de ferramenta (setup). O nome desta metodologia se refere ao tempo desta atividade para que seja realizado em um dígito de minuto, qualquer valor abaixo de dez minutos.

  • • Takt Time

    Freqüência com que se deve produzir uma peça para atender a demanda. Representa o ritmo do cliente.


41 3308.7718 | contato@gestaointeligente.com

  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter