16.02.11 Inteligência Produtiva

Análise do retorno proporcionado pelo investimento em manutenção

O objetivo deste trabalho é discutir o uso dos conceitos da Contabilidade dos Ganhos da Teoria das Restrições (do inglês Theory of Constrains - TOC) para

auxiliar nas decisões sobre investimento em atividades de manutenção de forma a aumentar a rentabilidade da organização. Partiu-se do pressuposto de que os recursos restritivos e os não-restritivos devem ter um tratamento diferenciado e de que o ganho deve ser analisado com base na restrição. Os indicadores-chave da TOC apresentados permitiram a realização de uma análise coerente em relação ao retorno proporcionado pelos investimentos cogitados. Os gastos básicos relacionados com a manutenção foram contextualizados conforme os conceitos destes indicadores. Desta forma, a utilização dos demonstrativos financeiros desta abordagem pôde ser demonstrada de maneira específica, conseguindo-se visualizar o impacto real das atividades de manutenção sob o sistema. Este trabalho, portanto, exemplifica a utilização da metodologia da Teoria das Restrições voltada para as atividades de manutenção, de maneira a fornecer as informações para a tomada de decisão sobre o que e onde o investimento deve ser realizado. A constatação foi de que a priorização das atividades de manutenção deve recair nos recursos restritivos de forma a aumentar a confiabilidade destes, evitando paradas não programadas e garantindo o fluxo da linha produtiva.

Clique para baixar o artigo em formato pdf.